Nos pés

postado em: Pensamentos | 0

Era uma tarde chuvosa de sábado, e eu não sabia ao certo se mantinha meus pés pra cima ou se deixava pegadas por aí. Estava confortável, a cama e o coração. Mas algo ainda inquietava, e eu sabia o que era. Certas coisas, poucas nessa vida, não somem. Existe aqui dentro uma verdade, que eu sinto, porém não tenho o poder de explicar ou compreender. O barulho da chuva intensifica o enigma. Querer estar perto, e não. Possuir e deixar livre. Admirar de longe. Desejar o toque.

Quanto tempo preciso esperar? Eu preciso? São muitas perguntas e nenhum caminho para achar as respostas. Muita vontade de deixar minhas pegadas por ele, e a preguiça de querer somente deixar os pés descansando enquanto a vida acontece lá fora.

Deixe uma resposta